Entenda mais sobre soluções de conflitos familiares através da Mediação Familiar e sobre as áreas do Direito de Família.

PUBLICAÇÕES

Artigos autoriais e notícias sobre Direito de Família, Sucessões e Mediação Familiar.

Direito a Convivência Familiar dos Avós

Direito a Convivência Familiar dos Avós

O que é preciso saber sobre seus direitos enquanto visitação dos avós aos netos

O direito de visitas nada mais é do que o direito de um dos pais ou de parentes próximos, que não detêm a guarda da criança ou do adolescente, de visitá-lo e tê-lo em sua companhia por determinado espaço de tempo, podendo assim, acompanhar seu desenvolvimento e educação.

O papel dos avós na vida da criança ou do adolescente é um fator primordial para favorecimento de seu desenvolvimento integral. Muitas pesquisas na área da psicologia já comprovam que na grande maioria das vezes a influência que os avós exercem sobre seus netos é positiva. De acordo com Baranowski (1982) o relacionamento entre avós e netos não é um simples encontro que satisfaz às necessidades da criança, porém, são momentos de satisfação recíproca, de ganhos de autoestima e moral, além de ser um fator importante para as crianças aprenderem a lidar e entender melhor as pessoas mais velhas que elas, bem como o próprio o processo de envelhecimento.

Pesquisas realizadas com netos adultos verificaram que estes tiveram influências de seus avós em diversas áreas, tais como: valores morais, identidade pessoal, família, crenças religiosas, metas, etc. (Roberto & Stroes, 1992).

Reconhecendo essa importância dos avós na vida de seus netos o ordenamento jurídico brasileiro em 2011, através da Lei 12.398, acrescentou o parágrafo único do artigo 1.589 do Código Civil, que determina:

Parágrafo único – o direito de visitas estende-se a qualquer dos avós, a critério do juiz, observados os interesses da criança e do adolescente.

A referida Lei acrescentou ainda ao artigo 888 do Código de processo Civil o inciso VII, que diz:

Artigo 888 - O juiz poderá ordenar ou autorizar, na pendência da ação principal ou antes de sua propositura: .

VII – A guarda e a educação dos filhos regulado ao direito de visitas que, no interesse da criança ou do adolescente, pode, a critério do juiz, ser extensivo a cada um dos avós.

A jurisprudência nos mostra que o impedimento injustificado do contato da criança ou do adolescente com seus avós além de prejudicar o desenvolvimento integral dos netos, pode se configurar em abuso do exercício do poder familiar. O direito a convivência familiar antes de ser dos avós e dos pais, é um direito da criança e do adolescente.

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

 

BARANOWSKI, M. Grandparent – grandchildren relations: beyond the nuclear family. Adolescence, 1982.

ROBERTO, K. A.; STROES, J. Grandchildren and grandparents: roles, influences and relationships. International Journal of Aging and Human Development, 1992.

VOLTAR

ENTRE EM CONTATO

Entre em contato e diga-me de que forma poderei lhe auxiliar.

Será um prazer atendê-lo (a) para sanar suas dúvidas, receber seus comentários ou sugestões. Envie-me sua mensagem através do formulário ou entre em contato via telefone para agendar uma visita ao nosso escritório.

Larissa Reis Advocacia e Mediação.
Av. Paulista, 2421 - 1º. andar.
Bela Vista. CEP: 01311-300. São Paulo - SP.